Processos seletivos

Mestrado em Letras

Os processos seletivos para ingresso no PPGL/Ufes ocorrem anualmente, no primeiro semestre do ano letivo para início no segundo semestre do mesmo ano. O ano letivo é dividido em dois semestres: normalmente, o primeiro de março a julho; e o segundo de agosto a dezembro. Em ocasiões excepcionais, é aberto processo seletivo suplementar no segundo semestre, para entrada no primeiro semestre. Todos os dados acerca do ingresso no PPGL/Ufes, tais como pré-requisitos, data de inscrição, provas, vagas, etc. são divulgados através de editais.

  1. ORIENTAÇÕES SOBRE A INSCRIÇÃO E ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO

1.1 As vagas destinam-se a egressos de cursos de graduação de longa duração (graduação plena) reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).
1.2 Em cumprimento ao que determina o Regulamento Geral da Pós-Graduação na Ufes, Art. 28, §1º, os candidatos que estiverem cursando o último período de graduação plena no momento da realização do Processo Seletivo poderão efetuar a inscrição e participar do Processo para ingresso, de forma condicionada à apresentação de diploma ou de certidão de colação de grau no ato da matrícula em caso de aprovação no Processo.
1.3 Não serão admitidas inscrições de egressos de curso de curta duração, sequencial e assemelhados e somente serão admitidos tecnólogos graduados em nível superior.
1.4 Os candidatos deverão apresentar proficiência em língua estrangeira. Serão aceitas proficiências nas línguas inglesa, francesa, italiana e espanhola.
1.4.1 Serão aceitos os certificados de proficiências emitidos pelo NÚCLEO DE LÍNGUAS - UFES (www.nucleodelinguas.ufes.br) na forma de Declaração de Desempenho Individual, constando aproveitamento de no mínimo 70% no exame de proficiência de leitura em língua estrangeira, expedida pela Secretaria do Centro de Línguas-Ufes nos últimos dois anos.
1.5 Exige-se a proficiência em uma (01) língua estrangeira para os candidatos ao Mestrado.
1.6 Os candidatos ao Mestrado que tenham concluído curso de Pós-Graduação em Programas de Pós-Graduação de outras Instituições de Ensino Superior, autorizados pela CAPES, e que já tenham para este fim realizado exame de proficiência em língua estrangeira, conforme estabelecido no Edital, ficam dispensados da realização de nova prova de proficiência nessa língua, desde que façam a devida comprovação, mediante a apresentação de histórico escolar ou declaração oficial da Instituição no ato da inscrição.
1.7 Candidatos que desejarem solicitar isenção da taxa de inscrição nas etapas do Processo Seletivo organizadas pelo PPGL deverão comprovar insuficiência de recursos financeiros; para tanto, devem encaminhar requerimento de isenção da taxa de inscrição à Coordenação do PPGL, entregando-o na Secretaria Integrada de Programas de Pós-Graduação (SIP), conforme data estabelecida no cronograma do Edital. Junto ao requerimento, o candidato deve entregar:

a) Declaração de Imposto de Renda do candidato ou de seu responsável, caso seja dependente, referente ao ano base do Edital, ou comprovante de isenção do Imposto de Renda;
b) Contracheque(s), declaração de salário, pensão ou aposentadoria do candidato ou de seu responsável;
c) Comprovação de que concluiu o curso de graduação plena em instituição pública ou em instituição privada de ensino na qualidade de bolsista (integral ou parcial).

1.8 A divulgação do resultado do julgamento dos pedidos de isenção ocorrerá conforme cronograma, por meio de listagem afixada no quadro de avisos da SIP e por divulgação na página eletrônica do Programa (www.letras.ufes.br). Em caso de ser concedida a isenção, o candidato deverá comparecer à Secretaria na data estabelecida pelo Edital para receber a declaração de isenção, a fim de efetivar a sua inscrição.
1.9 Será concedida isenção integral aos candidatos cuja renda própria ou do responsável não for superior a 2 (dois) salários mínimos; e isenção parcial (de 50%) aos candidatos cuja renda própria ou do responsável não for superior a 3 (três) salários mínimos.

  1. INSCRIÇÃO

2.1 O candidato deverá apresentar toda a documentação exigida no edital acondicionada em envelope lacrado, indicando na parte de fora seus dados como remetente.
2.2.1 A entrega da documentação será de inteira responsabilidade do candidato; não haverá conferência no ato da entrega.
2.2 A inscrição no processo seletivo do CURSO DE MESTRADO ACADÊMICO se fará mediante entrega da seguinte documentação:

a) Requerimento, em formulário próprio, dirigido ao PPGL;
b) Comprovante de proficiência em 1 (uma) língua estrangeira, conforme as normas estabelecidas pelo edital;
c) Projeto de pesquisa em três (3) vias, uma (1) digital e duas (2) impressas, conforme modelo apresentado no Edital, com indicação de 1 (um) orientador dos que têm vagas em aberto, conforme descrito pelo edital, sendo uma das cópias impressas e a cópia digital desidentificadas, isto é, não deverá constar nelas nenhuma referência à identidade do candidato;
d) Curriculum vitae atualizado, gerado na Plataforma Lattes (http://www.lattes.cnpq.br);
e) Três (3) fotos 3x4 atuais;
f) Cópia simples e legível de: i) diploma de graduação, atestado ou certidão de conclusão do curso de graduação; ii) Histórico escolar do curso de graduação; iii) cédula de identidade; iV) título eleitoral com comprovante de estar em dia com a Justiça Eleitoral; v) CPF; vi) certificado de reservista (se do sexo masculino) e vii) comprovante de pagamento da taxa de inscrição conforme valor e dados de GRU descritos no Edital.

2.3 Diplomas de graduação e de pós-graduação obtidos no exterior somente serão aceitos se tiverem sido convalidados por Instituição de Ensino Superior brasileira devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação.
2.4. O candidato poderá se inscrever por intermédio de procurador, desde que apresente um instrumento de procuração (particular ou pública).
2.5. O candidato poderá se inscrever por serviço de encomendas expressas, desde que o envelope seja postado/despachado até 07 (sete) dias úteis antes do término do período da inscrição na forma presencial.
2.5.1 Nesse caso, o envelope com a inscrição deverá ser entregue ao PPGL no máximo em 24 (vinte e quatro) horas após o encerramento das inscrições.
2.5.2 O PPGL não se responsabiliza por inscrição não recebida devido a fatores de ordem técnico-operacional, greves, sinistro, extravio ou qualquer outro motivo que impeça a entrega do envelope no prazo estabelecido pelo Edital.
2.5.3 A responsabilidade pelos envelopes encaminhados pelo serviço de encomendas expressas é inteiramente do candidato.
2.6 Não haverá, sob qualquer pretexto, inscrição provisória, condicional ou extemporânea, assim como por fax ou correio eletrônico. Não será recebida, em hipótese alguma, documentação avulsa.
2.7 Todas as informações e demais providências relativas à Declaração de Desempenho Individual em Língua Estrangeira deverão ser buscadas junto à secretaria do Centro de Línguas ou por internet, por meio do site do CL, nas datas previstas, de acordo com o cronograma de provas de proficiência de leitura em língua estrangeira, especificado em edital publicado por aquele Centro.
2.8 A inscrição do candidato ao PPGL se dará em duas etapas:
2.8.1. Primeira: entrega da documentação exigida, conforme Edital; 2.8.2. Segunda: análise pela Comissão Examinadora da documentação entregue pelos candidatos, observando-se o cumprimento dos requisitos estabelecidos no edital, incluindo o recebimento de toda a documentação pertinente, em conformidade com os prazos definidos.

  1. PROCESSO DE AVALIAÇÃO

3.1 DO PROCESSO
3.1.1 A seleção será realizada em 2 (duas) etapas avaliativas, sendo a primeira ELIMINATÓRIA e a segunda ELIMINATÓRIA E CLASSIFICATÓRIA.

3.2 PROCESSO DE AVALIAÇÃO

3.2.1 DO PROCESSO
A seleção será realizada em 2 (duas) etapas avaliativas, sendo a primeira ELIMINATÓRIA (por meio da avaliação do projeto de pesquisa)e a segunda ELIMINATÓRIA E CLASSIFICATÓRIA (por meio de prova dissertativa de conhecimento específico com pontuação mínima para aprovação - 7,0).

3.2.2 O projeto de pesquisa será avaliado com base nos seguintes critérios:
a) Capacidade de pesquisa pertinente e atualizada sobre obra(s) e tema(s) propostos;
b) Capacidade de recorte adequado do(s) tema(s) a ser(em) pesquisado(s);
c) Capacidade de abordagem (adequação da metodologia) da(s) obra(s) e do(s) tema(s) propostos, em que se equilibrem contribuições da bibliografia eleita e contribuição analítica e crítica pessoal;
d) Domínio do gênero discursivo acadêmico e evidenciação da competência linguística na variedade culta da Língua Portuguesa;
e) Consideração pela produção intelectual alheia;
f) Capacidade de organização e planejamento da pesquisa, considerando o teor da abordagem e o tempo necessário para sua realização;
g) Adequação à Linha de Pesquisa e aos Projetos de Pesquisa do orientador indicado;
h) Contribuição acadêmico-científica para o nível proposto.

3.2.3 Da Prova Dissertativa de Conhecimento Específico – Etapa eliminatória e classificatória:
A prova dissertativa de conhecimento específico do processo seletivo para o Mestrado versará sobre uma das obras da lista de obras indicadas. No início do período de prova, serão sorteadas 3 (três) obras da lista. O candidato escolherá apenas 1 (uma) delas, sobre a qual deverá elaborar um texto atinente aos domínios discursivos da crítica, da historiografia e/ou da teoria literárias, de cunho dissertativo-argumentativo. O texto do candidato deverá indicar, de modo claro, no(s) primeiro(s) parágrafo(s), o recorte, a problematização e a base crítica, historiográfica ou teórica que serão desenvolvidos ao longo do texto. Durante a realização da Prova Escrita, não será permitido consulta a nenhum material bibliográfico ou eletrônico nem utilização de telefones celulares. Referências e notas poderão ser indicadas pelo nome do autor e pelo título da obra. Será considerado aprovado na prova dissertativa de conhecimento específico o candidato que obtiver nota igual ou superior a sete (7,0) de um total de dez (10,0) pontos.
3.2.4 A correção da prova dissertativa de conhecimento específico será feita por três docentes do programa, com base nos seguintes critérios:

a) Capacidade de pesquisa pertinente e atualizada sobre a obra e os temas (recorte, problematização e base crítico-teórica) escolhidos;
b) Capacidade de abordagem da obra e dos temas, em que se equilibrem contribuições da bibliografia eleita e contribuição analítica e crítica pessoal;
c) Domínio dos gêneros discursivos em pauta e evidenciação da competência linguística na variedade culta da Língua Portuguesa;
d) Respeito pela produção intelectual alheia, evidenciada pela indicação de fonte das informações/análises agenciadas.

  1. DOS RESULTADOS

5.1 Será considerado aprovado o candidato que tiver seu projeto aprovado e obtiver nota igual ou superior a sete (7,0) na segunda etapa.
4.2 Os candidatos aprovados serão distribuídos por orientador indicado pelo candidato, por ordem de classificação de acordo com a nota da segunda etapa, Prova Escrita de Estudos Literários.
4.3 O resultado final é classificatório, e a simples aprovação não dará direito à vaga de aluno regular ou especial.
4.4 Serão chamados à matrícula como alunos regulares apenas os candidatos classificados de acordo com o número de vagas abertas pelos orientadores, previstas neste Edital.
4.5 Havendo empate, serão chamados à matrícula os candidatos que tenham obtido maior percentual na prova de proficiência em língua estrangeira.
4.6 Permanecendo o empate, serão chamados à matrícula os aprovados com maior idade.
4.7 No caso de desistências de candidatos classificados na primeira chamada, os candidatos suplentes serão chamados de acordo com a ordem de classificação por orientador.
4.7.1. A chamada de alunos suplentes poderá ocorrer até a data da primeira aula do semestre letivo descrito no Edital.
4.8 Em função de matrículas eventualmente não realizadas pelos candidatos aprovados ou tendo em vista o surgimento de vagas ociosas oriundas de defesas realizadas ou previstas no ínterim do processo seletivo em andamento, poderá haver absorção de suplentes exclusivamente pelo orientador indicado pelo candidato. A convocação dos suplentes dar-se-á por ordem de classificação obtida no resultado da Prova Escrita de Estudos Literários, de acordo com o surgimento de vagas exclusivamente para o orientador indicado pelo candidato no momento da inscrição, até, no máximo, o primeiro dia do período letivo, após o qual será considerado encerrado o Processo Seletivo.
4.9 O resultado da segunda etapa será divulgado de acordo com data prevista no cronograma do Edital, no mural da Secretaria Integrada dos Programas de Pós-Graduação do CCHN e no sítio do Programa na internet: www.letras.ufes.br
4.10 A classificação do processo seletivo e a primeira chamada à matrícula serão divulgadas conforme cronograma.

Doutorado em Letras

Os processos seletivos para ingresso no PPGL/Ufes ocorrem anualmente, no primeiro semestre do ano letivo para início no segundo semestre do mesmo ano. O ano letivo é dividido em dois semestres: normalmente, o primeiro de março a julho e o segundo de agosto a dezembro. Em ocasiões excepcionais, é aberto processo seletivo suplementar no segundo semestre, para entrada no primeiro semestre. Todos os dados acerca do ingresso no PPGL/Ufes, tais como pré-requisitos, data de inscrição, provas, vagas, etc. são divulgados através de editais.

  1. ORIENTAÇÕES SOBRE A INSCRIÇÃO E ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO

1.1 As vagas destinam-se a egressos de cursos de graduação de longa duração (graduação plena) reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).
1.2 Em cumprimento ao que determina o Regulamento Geral da Pós-Graduação na Ufes, Art. 28, §1º, os candidatos que estiverem cursando o último período de graduação plena ou na iminência de concluir o Mestrado no momento da realização do Processo Seletivo poderão efetuar a inscrição e participar do Processo para ingresso, de forma condicionada à apresentação de diploma ou de certidão de colação de grau ou de titulação de Mestrado no ato da matrícula em caso de aprovação no Processo.
1.3 Não serão admitidas inscrições de egressos de curso de curta duração, sequencial e assemelhados e somente serão admitidos tecnólogos graduados em nível superior.
1.4 Os candidatos deverão apresentar proficiência em língua estrangeira. Serão aceitas proficiências nas línguas inglesa, francesa, italiana e espanhola.
1.4.1 Serão aceitos os certificados de proficiências emitidos pelo NÚCLEO DE LÍNGUAS - UFES (www.nucleodelinguas.ufes.br) na forma de Declaração de Desempenho Individual, constando aproveitamento de no mínimo 70% no exame de proficiência de leitura em língua estrangeira, expedida pela Secretaria do Centro de Línguas-Ufes nos últimos dois anos.
1.5 Exige-se a proficiência em duas (02) línguas estrangeiras para os candidatos ao Doutorado.
1.6 Os candidatos ao Doutorado que tenham concluído curso de Pós-Graduação em Programas de Pós-Graduação de outras Instituições de Ensino Superior, autorizados pela CAPES, e que já tenham para este fim realizado exame de proficiência em língua estrangeira, conforme estabelecido no Edital, ficam dispensados da realização de nova prova de proficiência nessa língua, desde que façam a devida comprovação, mediante a apresentação de histórico escolar ou declaração oficial da Instituição no ato da inscrição.
1.7 Candidatos que desejarem solicitar isenção da taxa de inscrição nas etapas do Processo Seletivo organizadas pelo PPGL deverão comprovar insuficiência de recursos financeiros; para tanto, devem encaminhar requerimento de isenção da taxa de inscrição à Coordenação do PPGL, entregando-o na Secretaria Integrada de Programas de Pós-Graduação (SIP), conforme data estabelecida no cronograma do Edital. Junto ao requerimento, o candidato deve entregar:

a) Declaração de Imposto de Renda do candidato ou de seu responsável, caso seja dependente, referente ao ano base do Edital, ou comprovante de isenção do Imposto de Renda;
b) Contracheque(s), declaração de salário, pensão ou aposentadoria do candidato ou de seu responsável;
c) Comprovação de que concluiu o curso de graduação plena em instituição pública ou em instituição privada de ensino na qualidade de bolsista (integral ou parcial).

1.8 A divulgação do resultado do julgamento dos pedidos de isenção ocorrerá conforme cronograma, por meio de listagem afixada no quadro de avisos da SIP e por divulgação na página eletrônica do Programa (www.letras.ufes.br). Em caso de ser concedida a isenção, o candidato deverá comparecer à Secretaria na data estabelecida pelo Edital para receber a declaração de isenção, a fim de efetivar a sua inscrição.
1.9 Será concedida isenção integral aos candidatos cuja renda própria ou do responsável não for superior a 2 (dois) salários mínimos; e isenção parcial (de 50%) aos candidatos cuja renda própria ou do responsável não for superior a 3 (três) salários mínimos.

  1. INSCRIÇÃO

2.1 O candidato deverá apresentar toda a documentação exigida no edital acondicionada em envelope lacrado, indicando na parte de fora seus dados como remetente.
2.2.1 A entrega da documentação será de inteira responsabilidade do candidato; não haverá conferência no ato da entrega.
2.2 A inscrição no processo seletivo do CURSO DE DOUTORADO ACADÊMICO se fará mediante entrega da seguinte documentação:

a) Requerimento, em formulário próprio, dirigido ao PPGL;
b) Comprovante de proficiência em DUAS (duas) línguas estrangeiras, conforme as normas estabelecidas pelo edital;
c) Projeto de pesquisa em três (3) vias, uma (1) digital e duas (2) impressas, conforme modelo apresentado no Anexo do Edital, com indicação de 1 (um) orientador dos que têm vagas em aberto, conforme descrito no edital, sendo uma das cópias impressas e a cópia digital desidentificadas, isto é, não deverá constar nelas nenhuma referência à identidade do candidato;
d) Curriculum vitae atualizado, gerado na Plataforma Lattes (http://www.lattes.cnpq.br);
e) Três (3) fotos 3x4 atuais;
f) Cópia simples e legível de: i) diploma de Mestre emitido por curso de Mestrado autorizado pela CAPES, ou ata de defesa e declaração de conclusão de curso, emitida pela instituição na qual o curso foi realizado (os candidatos ao Doutorado direto estão dispensados dessa exigência);ii) Histórico escolar do curso de do Mestrado (os candidatos ao Doutorado direto estão dispensados dessa exigência); iii) cédula de identidade; iV) título eleitoral com comprovante de estar em dia com a Justiça Eleitoral; v) CPF; vi) certificado de reservista (se do sexo masculino) e vii) comprovante de pagamento da taxa de inscrição conforme valor e dados de GRU descritos no Edital.

2.3 Diplomas de graduação e de pós-graduação obtidos no exterior somente serão aceitos se tiverem sido convalidados por Instituição de Ensino Superior brasileira devidamente reconhecida pelo Ministério da Educação.
2.4. O candidato poderá se inscrever por intermédio de procurador, desde que apresente um instrumento de procuração (particular ou pública).
2.5. O candidato poderá se inscrever por serviço de encomendas expressas, desde que o envelope seja postado/despachado até 07 (sete) dias úteis antes do término do período da inscrição na forma presencial.
2.5.1 Nesse caso, o envelope com a inscrição deverá ser entregue ao PPGL no máximo em 24 (vinte e quatro) horas após o encerramento das inscrições.
2.5.2 O PPGL não se responsabiliza por inscrição não recebida devido a fatores de ordem técnico-operacional, greves, sinistro, extravio ou qualquer outro motivo que impeça a entrega do envelope no prazo estabelecido pelo Edital.
2.5.3 A responsabilidade pelos envelopes encaminhados pelo serviço de encomendas expressas é inteiramente do candidato.
2.6 Não haverá, sob qualquer pretexto, inscrição provisória, condicional ou extemporânea, assim como por fax ou correio eletrônico. Não será recebida, em hipótese alguma, documentação avulsa.
2.7 Todas as informações e demais providências relativas à Declaração de Desempenho Individual em Língua Estrangeira deverão ser buscadas junto à secretaria do Centro de Línguas ou por internet, por meio do site do CL, nas datas previstas, de acordo com o cronograma de provas de proficiência de leitura em língua estrangeira, especificado em edital publicado por aquele Centro.
2.8 A inscrição do candidato ao PPGL se dará em duas etapas:
2.8.1. Primeira: entrega da documentação exigida, conforme item 4.2; 2.8.2. Segunda: análise pela Comissão Examinadora da documentação entregue pelos candidatos, observando-se o cumprimento dos requisitos estabelecidos no edital, incluindo o recebimento de toda a documentação pertinente, em conformidade com os prazos definidos.

  1. PROCESSO DE AVALIAÇÃO

3.1 DO PROCESSO
3.1.1 A seleção será realizada em 2 (duas) etapas avaliativas, sendo a primeira ELIMINATÓRIA e a segunda ELIMINATÓRIA E CLASSIFICATÓRIA.

3.2 PROCESSO DE AVALIAÇÃO

3.2.1 DO PROCESSO
A seleção será realizada em 2 (duas) etapas avaliativas, sendo a primeira ELIMINATÓRIA (por meio da avaliação do projeto de pesquisa)e a segunda ELIMINATÓRIA E CLASSIFICATÓRIA (por meio de prova dissertativa de conhecimento específico com pontuação mínima para aprovação - 7,0).

3.2.2 O projeto de pesquisa será avaliado com base nos seguintes critérios:
a) Capacidade de pesquisa pertinente e atualizada sobre obra(s) e tema(s) propostos;
b) Capacidade de recorte adequado do(s) tema(s) a ser(em) pesquisado(s);
c) Capacidade de abordagem (adequação da metodologia) da(s) obra(s) e do(s) tema(s) propostos, em que se equilibrem contribuições da bibliografia eleita e contribuição analítica e crítica pessoal;
d) Domínio do gênero discursivo acadêmico e evidenciação da competência linguística na variedade culta da Língua Portuguesa;
e) Consideração pela produção intelectual alheia;
f) Capacidade de organização e planejamento da pesquisa, considerando o teor da abordagem e o tempo necessário para sua realização;
g) Adequação à Linha de Pesquisa e aos Projetos de Pesquisa do orientador indicado;
h) Contribuição acadêmico-científica para o nível proposto.

3.2.3 Da Prova Dissertativa de Conhecimento Específico – Etapa eliminatória e classificatória:
A prova dissertativa de conhecimento específico do processo seletivo para o Doutorado versará sobre uma das obras da lista de obras indicadas. No início do período de prova, serão sorteadas 3 (três) obras da lista. O candidato escolherá apenas 1 (uma) delas, sobre a qual deverá elaborar um texto atinente aos domínios discursivos da crítica, da historiografia e/ou da teoria literárias, de cunho dissertativo-argumentativo. O texto do candidato deverá indicar, de modo claro, no(s) primeiro(s) parágrafo(s), o recorte, a problematização e a base crítica, historiográfica ou teórica que serão desenvolvidos ao longo do texto. Durante a realização da Prova Escrita, não será permitido consulta a nenhum material bibliográfico ou eletrônico nem utilização de telefones celulares. Referências e notas poderão ser indicadas pelo nome do autor e pelo título da obra. Será considerado aprovado na prova dissertativa de conhecimento específico o candidato que obtiver nota igual ou superior a sete (7,0) de um total de dez (10,0) pontos.
3.2.4 A correção da prova dissertativa de conhecimento específico será feita por três docentes do programa, com base nos seguintes critérios:

a) Capacidade de pesquisa pertinente e atualizada sobre a obra e os temas (recorte, problematização e base crítico-teórica) escolhidos;
b) Capacidade de abordagem da obra e dos temas, em que se equilibrem contribuições da bibliografia eleita e contribuição analítica e crítica pessoal;
c) Domínio dos gêneros discursivos em pauta e evidenciação da competência linguística na variedade culta da Língua Portuguesa;
d) Respeito pela produção intelectual alheia, evidenciada pela indicação de fonte das informações/análises agenciadas.

  1. DOS RESULTADOS

5.1 Será considerado aprovado o candidato que tiver seu projeto aprovado e obtiver nota igual ou superior a sete (7,0) na segunda etapa.
4.2 Os candidatos aprovados serão distribuídos por orientador indicado pelo candidato, por ordem de classificação de acordo com a nota da segunda etapa, Prova Escrita de Estudos Literários.
4.3 O resultado final é classificatório, e a simples aprovação não dará direito à vaga de aluno regular ou especial.
4.4 Serão chamados à matrícula como alunos regulares apenas os candidatos classificados de acordo com o número de vagas abertas pelos orientadores, previstas neste Edital.
4.5 Havendo empate, serão chamados à matrícula os candidatos que tenham obtido maior percentual na prova de proficiência em língua estrangeira.
4.6 Permanecendo o empate, serão chamados à matrícula os aprovados com maior idade.
4.7 No caso de desistências de candidatos classificados na primeira chamada, os candidatos suplentes serão chamados de acordo com a ordem de classificação por orientador.
4.7.1. A chamada de alunos suplentes poderá ocorrer até a data da primeira aula do semestre letivo descrito no Edital.
4.8 Em função de matrículas eventualmente não realizadas pelos candidatos aprovados ou tendo em vista o surgimento de vagas ociosas oriundas de defesas realizadas ou previstas no ínterim do processo seletivo em andamento, poderá haver absorção de suplentes exclusivamente pelo orientador indicado pelo candidato. A convocação dos suplentes dar-se-á por ordem de classificação obtida no resultado da Prova Escrita de Estudos Literários, de acordo com o surgimento de vagas exclusivamente para o orientador indicado pelo candidato no momento da inscrição, até, no máximo, o primeiro dia do período letivo, após o qual será considerado encerrado o Processo Seletivo.
4.9 O resultado da segunda etapa será divulgado de acordo com data prevista no cronograma do Edital, no mural da Secretaria Integrada dos Programas de Pós-Graduação do CCHN e no sítio do Programa na internet: www.letras.ufes.br
4.10 A classificação do processo seletivo e a primeira chamada à matrícula serão divulgadas conforme cronograma.

Pós-doutorado

Por favor, consulte normas específicas no item "Regimento, Normas e Formulários".

Aluno especial

A Seleção de Alunos Especiais (Mestrado e Doutorado) é semestral. O Edital é publicado com antecedência em relação ao semestre letivo a que o processo seletivo se refere. Está disponível no momento o Edital 001/2018, para disciplinas de 2018.1.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910